A

Apresentação

"O xamã, não se autoproclama. Ele é chamado para suas tarefas espirituais, passa por treinamentos, então é reconhecido pelas pessoas de sua comunidade."
Clique no Play e curta

Clique no Play e curta

31 de agosto de 2015

Equinócio de Primavera - PRIMAVERA - A ATIVAÇÃO - Léo Artése



Primavera - O retorno da Luz

A força da noite e do dia tornam-se iguais. A Terra renova seu ciclo de nascimento e ressurreição. As plantas enterradas no solo durante o longo inverno, levantam suas cabeças, as folhas aparecem nas árvores, o zumbido dos insetos enche o ar e as cores vivas das flores primaveris dominam a paisagem. É o tempo de recomeçar, de plantar sementes em nossos jardins, e sementes para o nosso processo de crescimento durante o novo ciclo.

30 de agosto de 2015

Significados de Nomes Indígenas Norte Americanos



Classificados em:  Nome----- Origem----- Significado

Abedabum--------- Cheyenne----- ---à vista do dia
Abequa, Abeque----Cheyenne------- permanece em casa
Abey----------------- Omaha--------- folha
Abeytu--------------- Omaha--------- folha verde
Adoette-------------- Kiowa---------- árvore grande
Adsila---------------- Cherokee------ flor
Agasga--------------- Cherokee------ chuva
Ahawi----------------Cherokee------- veados
Ahyoca-------------- Cherokee------- ela trouxe felicidade
Aiyana-------------- Cherokee -------flor eterna
Alawa--------------- Algonquin------ ervilha

28 de agosto de 2015

Ensinamentos do Búfalo Branco com chefe Arvol Looking Horse


Hau Kola.

Eu, Chefe Arvol Looking Horse, saúdo-vos em nome do Pte Oyate - o Povo do Búfalo, as primeiras pessoas, o povo originário. Viemos da terra do "Coração de tudo que é" - a sagrada Paha Sapa - conhecido mais como Black Hills de Dakota do Sul.

26 de agosto de 2015

Tenda do suor... alimento para a alma



A cerimônia da Tenda de Suor é a mais antiga que se tem registro na história

A cerimônia da Tenda de Suor é a mais antiga que se tem registro na história

A cerimônia de purificação Sweat Lodge é geralmente chamada de Tenda do Suor. Na língua lakota chama-se INIPI , que quer dizer : “Deveis purificar-vos”. É conhecida também como TEMASCAL, originada do povo Maia e Tolteca.

24 de agosto de 2015

Roda de Cura

A Roda de Cura é uma cerimônia xamânica sábia, ancestral e sagrada, onde as pessoas se reúnem no intuito de compartilharem suas energias, seus olhares, seus abraços de coração a coração, elevando seus pensamentos, abrindo seus corações deixando fluir suas inspirações, sempre com respeito e muito amor ao Todo...

O objetivo principal das Rodas de Cura é promover um despertar profundo em cada pessoa, para que ela se reconheça e veja a sua capacidade de se auto curar, é o seu poder pessoal ativado.

Neste Círculo Sagrado Xamânico, onde não existe nenhuma conotação religiosa, trabalhamos desbloqueios, limpeza energética, a purificação psíquica de cada participante, harmonização dos corpos sutis e também compartilhamos ensinamentos xamânicos, para enriquecer e trazer soluções práticas para o dia a dia das pessoas...

Permitir que o Grande Espírito, o Pai Céu, o Criador, Deus (como queira chamar), abrace suavemente cada pessoa que está presente neste círculo mágico. Conectada a uma luz magnânima, promovendo através de sua energia a cura física, mental, emocional e espiritual necessária neste momento, para cada ser...

Estar presente, conectado a essa linda Dança do Todo e ainda deixar gerar uma energia que possa ser compartilhada também com outras dimensões, com outros seres que podem estar distantes fisicamente mas que também buscam uma forma de cura.

Essa sensação é realizadora, é o compartilhar, é o semear, é curar...

As Rodas de Cura, são presentes divinos dos nossos ancestrais, um Espaço Sagrado, onde acontecem as manifestações do amor, da cura, da paz, da luz e que envolve suavemente cada um de nós. Conduzidos pelo som do Grande Tambor, pela força da maracá (chocalho) e pelo perfume sutil da espiritualidade...

Roda de CuraA postura interna das pessoas que participam das Rodas de Cura são fundamentais para que a harmonia e o equilíbrio estejam presentes. Por isso, a união dos pensamentos, dos sentimentos, das energias, da sintonia espiritual cada vez mais elevada de cada participante, faz diferença para mantermos a força da linda egrégora que é formada.

Canções, danças, palavras inspirativas, ensinamentos que são compartilhados, silêncio da alma, tudo de positivo pode acontecer, pois a roda é uma celebração única, sagrada, plena...

Lembre-se, a Roda de Cura Nativa têm vida, pulsa fortemente, desperta em cada Ser o reconhecimento do Poder do Universo Interior alcançando assim O Resgate da Plenitude Natural” através da conexão com a essência da espiritualidade, evolutiva, universalista, pura...simples...

As inspirações são tão profundas que geram indubitavelmente, várias formas de manifestações do nosso Ser, sendo assim, quero compartilhar algumas palavras poéticas com seus corações...

Participem desta conexão... Crie teu Dia!!

Voz dos Elementos

22 de agosto de 2015

Instrumentos de Poder

Os xamãs sempre se utilizaram de objetos sagrados que lhes conferiam poder nas cerimônias e rituais, ampliando e fortalecendo os processos de cura.

Descrevo a seguir alguns dos mais conhecidos, acrescentando que são infindáveis os instrumentos de poder utilizados nas práticas xamânicas.


 Abalone

É uma concha de importância fundamental para limpeza da aura, nos rituais de limpeza com defumadores, representando o elemento água. As mais fundas pertencem ao xamã da tribo, que as usam para macerar as ervas na preparação das medicinas curativas.


 Bastão Falante

Este instrumento é usado especificamente por nativos norte-americanos. O ensinamento que ele traz é o Poder da Palavra. Por exemplo, os anciões se reúnem para definirem assuntos pertinentes à tribo, o Bastão Falante é um pedaço de madeira consagrado, que é dado a quem tem a palavra. Essa pessoa tem o direito de manifestar sua opinião sem ser interrompido. Assim que este termina, o Bastão é passado para outra pessoa e esta tem o mesmo direito. Evitando assim, tumultos e discussões. Esta é mais uma forma de se trabalhar o respeito pelo outro ser.


 Chanupa - Cachimbo Sagrado

Para os nativos norte-americanos ele tem uma importância fundamental. Foi um instrumento trazido pela Mulher Novilho Búfalo Branco (A Grande Avatar dos Xamãs), para a tribo Lakota. Representa a união entre o Sagrado Feminino e o Sagrado Masculino. Em uma cerimônia muito especial o cachimbo é utilizado como um instrumento de oração, onde nossas preces são enviadas ao Pai- Céu através da fumaça, vinda da queima do tabaco.


 Chocalho Sagrado (MARACÁ)

Muito utilizado pelas tribos brasileiras para a limpeza energética do corpo e também dos ambientes, através da força do seu som.


 Pau de Chuva

É usado pelos xamãs normalmente para meditação. É um grande instrumento de purificação, justamente porque quando em movimento a sua sonoridade nos remete à força e ao movimento das águas.


 Pedras e Cristais

Há um conto xamânico que diz que o Criador, vendo a escuridão da noite, pegou um cristal de quartzo e despedaçou-o em milhares de pedaços, e jogando-os no Universo, criou as estrelas. Os aborígines australianos chamam os cristais de luz solidificada. Os xamãs norte-americanos chamam de Seres Pedras, ou Povo de Pedra, detentores dos registros da Mãe Terra. As pedras possuem um espírito, uma alma; possuem talentos específicos, amplificam as energias e auxiliam os processos de cura.


 Penas de Poder

As penas de uma forma geral podem ser usadas para limpeza energética, todas representam o elemento Ar. Uma forma tradicional é passar suavemente na Aura da pessoa que recebe a purificação. Pode ser usada sozinha ou em conjunto com a defumação proveniente da queima das ervas de poder, como por exemplo: a sálvia branca.


 Tambor Sagrado

É o veículo pelo qual os xamãs fazem suas viagens a outros mundos. Os nativos norte-americanos associam o toque do tambor às batidas do coração da Mãe Terra e também ao som do útero. O tambor é considerado o cavalo, ou a canoa, que nos leva ao mundo espiritual. É o instrumento que faz a comunicação entre o Céu e a Terra, que permite ao xamã viajar entre as dimensões, através dos estados alterados de consciência que o som do instrumento proporciona.

Voz dos Elementos

20 de agosto de 2015

OS ANIMAIS NO XAMANISMO



Extraído do livro : O Espírito Animal - Léo Artése -Ed. Roca

É do estudo do xamanismo que podemos aprender muito sobre as interações mentais entre homens e animais. Seres espirituais sejam na forma de santos, anjos, ancestrais, fadas, duendes ou animais totêmicos compõem o repertório de nossos mitos antigos nas diversas escrituras. Quando as crenças são universais, devemos dar algum crédito a elas. O estudo dos totens animais é muito importante para a compreensão de como o reino espiritual se manifesta na vida natural.

16 de agosto de 2015

ANIMAIS DE PODER: conheça o significado de cada um


Mergulhe na cultura milenar Xamânica. Dentro do Xamanismo, a figura do Animal de Poder tem uma conotação muito importante e profunda. Cada pessoa pode ter afinidade com um ou mais animais de poder, sendo que cada um está ligado a aspectos diferentes.
Saiba um pouco mais sobre essa culura espiritual ancestral do Xamanismo.

Conheça os animais de poder!

15 de agosto de 2015

1º CONGRESSO INTERNACIONAL DE XAMANISMO NA INTERNET - GRATUITO


Primeiro Congresso Internacional de Xamanismo na Internet - Online e Gratuito

Grandes Xamãs compartilham as melhores práticas para o reconhecimento do seu Poder Pessoal, manter Melhores Relacionamentos, desenvolver sua Espiritualidade e Ampliar sua Consciência com dicas, jornadas, segredos e um conteúdo imperdível. INSCREVA-SE NO LINK ABAIXO.

http://www.xamasconet.com.br/

14 de agosto de 2015

Tambores Xamânicos com Ninon Cramer

Ninon Cramer: Desde muito cedo fui incentivado a participar de rituais, especialmente em ordens filosóficas milenares.

O tambor no xamanismo e o efeito do som

Um dos principais intrumentos na prática de magia e ritualística dos xamãs é o tambor. Segundo Mircea Elíade, o simbolismo do tambor é complexo e suas funções mágicas são múltiplas. O tambor é indispensável durante o ritual, seja por levar o xamã para o “centro do mundo”, por permitir que ele voe pelos ares, por chamar e aprisionar os espíritos, seja, enfim, porque a tomborilada permite que o xamã se concentre e restabeleça o contato com o mundo espiritual que está prestes a percorrer.

13 de agosto de 2015

Prece do Belo Caminho

Hoje sairei a caminhar

Hoje todo mal há de me abandonar

Serei tal como fui antes

Terei uma brisa fresca a percorrer-me o corpo

Terei um corpo leve

Serei feliz para sempre

Nada há de me impedir

12 de agosto de 2015

Sabedoria indígena - O silêncio



O Silêncio

Nós os índios, conhecemos o silêncio.  Não temos medo dele. 
Na verdade, para nós ele é mais poderoso do que as palavras. 
Nossos ancestrais foram educados nas maneiras do silêncio e eles
nos transmitiram esse conhecimento. 
"Observa, escuta, e logo atua", nos diziam. 
Esta é a maneira correta de viver.
Observa os animais para ver como cuidam se seus filhotes. 
Observa os anciões para ver como se comportam. 
Observa o homem branco para ver o que querem. 
Sempre observa primeiro, com o coração e a mente quietos,
e então aprenderás.

2 de agosto de 2015

Consciência Ampliada

Muitas vezes, nas explicações xamânicas, são atribuídas às suas ações como caminhar em dois mundos, como se ele fosse um gigante no Universo, mesmo sem o seu corpo, poder se deslocar para qualquer lugar.

O Xamã atua, portanto, seguindo seus próprios exercícios de sensibilização, intuição e percepção, e obviamente exercendo observação e controle sobre as realidades. Atinge então, o domínio tanto nas realidades consideradas atividades comuns quanto das incomuns. Na verdade, é a mais pura expressão de equilíbrio, pois seu caminho realmente é harmonioso e ele nunca se esquece da sua própria essência, da Mãe Natureza e a vive como um todo, ou seja sempre integrado!

A Canção do Grande Mistério

No Xamanismo o SENTIR é fundamental, a percepção da força do Universo Interior nos proporciona um amadurecimento amplo do quanto somos co-criadores da nossa jornada.

É preciso lembrar que informações corretas e estudos, ou seja, a força do DISCERNIMENTO é muito importante também, para dar sabor em suas vivências e em suas jornadas. Por isso, além das sensações boas que nos envolvem em uma vivência,  é preciso mais, é preciso informações corretas, pois ensinamentos profundos e sensações elevadas caminham juntos em direção ao nosso ser...

1 de agosto de 2015

A Viagem Astral no Xamanismo

A Viagem Astral é um potencial natural do Ser Humano, conhecido também como Vôo Xamânico, Projeção da Consciência, entre outros.

É uma grande ferramenta utilizada pelos Xamãs no seu aprendizado evolutivo e também nos processos de cura, ampliando sua sabedoria em um contexto geral os indígenas utilizam muito essa valiosa técnica, que possibilita uma ampliação consciente do nosso ser e um reconhecimento sensível da nossa essência, facilitando significativamente o nosso crescimento existencial.
Considero o Xamanismo o berço da Projeção Astral, pois à milhares de anos a viagem astral vem sendo aplicada pelos curadores de várias etnias. Sendo assim, é muito importante aprimorarmos cada vez mais esse conhecimento Sagrado e Ancestral e colhendo como resultado uma maior lucidez, dentro ou fora do corpo. Expandindo nossa visão do todo.

Xamanismo e consciência planetária

O respeito à nossa geração e às gerações futuras, lembrando sempre que o nosso planeta Terra não é descartável

O termo xamanismo é de origem siberiana, baseado no conceito do saman, que identifica aquele que é inspirado pelo espírito, aquele que não perdeu a conexão, a integração.

O xamanismo teve a sua origem há milhares de anos, quando nossos ancestrais decidiram superar todos os obstáculos impostos no caminho da evolução. Através da integração com o meio ambiente, confiança e determinação descobriram as fórmulas que iriam garantir a sua sobrevivência. Não possuíam tecnologia avançada, mais com a necessidade de vencer e sobreviver, criaram técnicas naturais, se organizaram, desenvolveram e ativaram plenamente seu poder pessoal.  Os guerreiros antigos, utilizavam toda a força do seu universo interior  e uma enorme integração com a  natureza, as quais o xamanismo decodificava e direcionava em prol de sua sobrevivência e sucesso.