A

Apresentação

"O xamã, não se autoproclama. Ele é chamado para suas tarefas espirituais, passa por treinamentos, então é reconhecido pelas pessoas de sua comunidade."

22 de agosto de 2015

Instrumentos de Poder

Os xamãs sempre se utilizaram de objetos sagrados que lhes conferiam poder nas cerimônias e rituais, ampliando e fortalecendo os processos de cura.

Descrevo a seguir alguns dos mais conhecidos, acrescentando que são infindáveis os instrumentos de poder utilizados nas práticas xamânicas.


 Abalone

É uma concha de importância fundamental para limpeza da aura, nos rituais de limpeza com defumadores, representando o elemento água. As mais fundas pertencem ao xamã da tribo, que as usam para macerar as ervas na preparação das medicinas curativas.


 Bastão Falante

Este instrumento é usado especificamente por nativos norte-americanos. O ensinamento que ele traz é o Poder da Palavra. Por exemplo, os anciões se reúnem para definirem assuntos pertinentes à tribo, o Bastão Falante é um pedaço de madeira consagrado, que é dado a quem tem a palavra. Essa pessoa tem o direito de manifestar sua opinião sem ser interrompido. Assim que este termina, o Bastão é passado para outra pessoa e esta tem o mesmo direito. Evitando assim, tumultos e discussões. Esta é mais uma forma de se trabalhar o respeito pelo outro ser.


 Chanupa - Cachimbo Sagrado

Para os nativos norte-americanos ele tem uma importância fundamental. Foi um instrumento trazido pela Mulher Novilho Búfalo Branco (A Grande Avatar dos Xamãs), para a tribo Lakota. Representa a união entre o Sagrado Feminino e o Sagrado Masculino. Em uma cerimônia muito especial o cachimbo é utilizado como um instrumento de oração, onde nossas preces são enviadas ao Pai- Céu através da fumaça, vinda da queima do tabaco.


 Chocalho Sagrado (MARACÁ)

Muito utilizado pelas tribos brasileiras para a limpeza energética do corpo e também dos ambientes, através da força do seu som.


 Pau de Chuva

É usado pelos xamãs normalmente para meditação. É um grande instrumento de purificação, justamente porque quando em movimento a sua sonoridade nos remete à força e ao movimento das águas.


 Pedras e Cristais

Há um conto xamânico que diz que o Criador, vendo a escuridão da noite, pegou um cristal de quartzo e despedaçou-o em milhares de pedaços, e jogando-os no Universo, criou as estrelas. Os aborígines australianos chamam os cristais de luz solidificada. Os xamãs norte-americanos chamam de Seres Pedras, ou Povo de Pedra, detentores dos registros da Mãe Terra. As pedras possuem um espírito, uma alma; possuem talentos específicos, amplificam as energias e auxiliam os processos de cura.


 Penas de Poder

As penas de uma forma geral podem ser usadas para limpeza energética, todas representam o elemento Ar. Uma forma tradicional é passar suavemente na Aura da pessoa que recebe a purificação. Pode ser usada sozinha ou em conjunto com a defumação proveniente da queima das ervas de poder, como por exemplo: a sálvia branca.


 Tambor Sagrado

É o veículo pelo qual os xamãs fazem suas viagens a outros mundos. Os nativos norte-americanos associam o toque do tambor às batidas do coração da Mãe Terra e também ao som do útero. O tambor é considerado o cavalo, ou a canoa, que nos leva ao mundo espiritual. É o instrumento que faz a comunicação entre o Céu e a Terra, que permite ao xamã viajar entre as dimensões, através dos estados alterados de consciência que o som do instrumento proporciona.

Voz dos Elementos